O BritPoa de TIELO

12341085_1683697405209264_2588953460959061770_n

Foto: Felipe Gaieski. Arte: Loni Mello. Fonte: Página Oficial do Músico

Tielo se prepara para lançar seu 1º álbum, resultado de um conceito estético musical denominado pelo músico como BritPoa. Essa definição, claro, vem de suas influências britânicas que vão desde os clássicos como Beatles e Rolling Stones, passando pelos contemporâneos Oasis, Beady Eye, Kasabian, Blur, The Verve, e desembarcando em terras gaúchas com TNT, Cascavelletes, Os Replicantes, Garotos da Rua, DeFalla, etc.

“As minhas influências desde sempre são de rock gaúcho, o Rock Grande do Sul, aquela coletânea de bandas, eu peguei na época, a gente chegou a comprar e aquilo sempre foi a minha praia, né. O disco do vaso de flores do TNT quando saiu então, aquilo foi uma loucura. Depois, com a saída do Flávio Basso da TNT, surgiu Os Cascavelletes; tínhamos duas bandas de referência. Depois disso que eu comecei a conhecer o rock inglês mesmo, os Beatles, os Stones. E isso tudo que eu to falando é disco de vinil. Eu só vim a comprar CD em 95 quando saiu o (What’s the Story) Morning Glory?  do Oasis”, disse Tielo.

O Vinilzera teve acesso a materiais ainda não lançados do disco, mais precisamente, a faixa 7 intitulada Gim Tônica, e o que dá pra antecipar é que a espera vai valer a pena. “O disco sai ainda esse ano, nem que seja virtual, depois a versão física”, sentencia o músico. E, com base no que temos até agora, é possível afirmar que a atmosfera do disco é um prato cheio pros fãs de Oasis & Cia. Com Julio Sasquatt, baterista da Identidade e ex-batera do Júpiter Apple, e Rodrigo Ramos nas guitarras e baixos, a qualidade de execução tá garantida.

Com relação ao estilo, creio que o BritPoa ultrapassa um pouco o que chamamos de rock gaúcho, em termos de conceito musical. Essencialmente com relação ao comprometimento do músico com a estética do british pop e com uma estética mais apurada e moderna como a do Beady Eye. O que me deixou interessado no som, num primeiro momento, foi a notória preocupação do músico com a qualidade da gravação, dos instrumentos, da masterização, etc. Depois, em entrevista com o Tielo, ficou claro: o cara é perfeccionista. E é exatamente o que se precisa ser levando em conta as influências e o som que se pretende fazer. Abaixo uma amostra do álbum, o single Rock Bretão que foi divulgado no finalzinho do ano passado:

Fica a dica: o BritPoa já está em fase de prensagem. Vamos torcer pra que a versão física fique pronta até o final do ano. Se não der tempo, pelo menos a gente já sabe que 2017 vai começar soando british afu!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s